Trabalhar em casa é sonho de muita gente. Escolher a melhor poltrona, apoiar os pés na mesa de centro, colocar o notebook no colo, enquanto toma um chá gelado… Parece muito atrativo para se tratar de trabalho, não é?

Mas ao contrário do que muitos pensam, trabalhar home office não é o mar de rosas que pintam, por isso é importante esclarecer e, até mesmo desmistificar alguns fatos.

Pensar que o trabalho home office dá liberdade para fazer o que quiser é um mito. Ter um emprego assim significa ter a vantagem e a comodidade de realizar suas tarefas direto de casa, mas ainda assim, é preciso respeitar horários e seguir prazos.

Ter uma rotina de trabalho é essencial, pois independente de estar trabalhando sentado na poltrona da sala, ainda assim terá que entregar suas tarefas, estar online e interagindo com os colegas e cumprindo horários.

Outro ponto a ser pensado é a produtividade. Se sua concentração é facilmente afetada por distrações, redes sociais, talvez o home office não seja a melhor opção. Não que seja preciso se desligar totalmente, se prender num outro mundo, mas é necessário ter moderação e controle para poder desenvolver as tarefas.

E quanto ao horário? Imaginar que irá trabalhar menos horas por seguir no modo home office é outro mito. Muitos continuam respondendo e-mail, atendendo ligações até mesmo depois do horário de trabalho, mas é preciso ter cuidado e ficar atento à rotina para não acabar trabalhando muito mais horas do que se estivesse seguindo o horário comercial num escritório.

Trabalhar no modo remoto realmente não é para todo mundo, pois exige muito auto controle e disciplina. Deixar de ligar a TV ou esquecer que a geladeira está tão perto são tarefas muito difíceis para quem não possui disciplina. Além disso, trabalhar de casa pode causar sensação de isolamento, queda de concentração, entre outros problemas que apenas o auto controle, determinação e foco poderão combater.

Esses são alguns desafios que podem ser vencidos com a dose certa de seriedade e comprometimento e, se assim for encarado, em pouco tempo o Brasil poderá se igualar a países como Inglaterra, EUA e Índia, onde a modalidade já faz parte do cotidiano e é responsável por gerar benefícios para milhões de trabalhadores e suas respectivas empresas.

O trabalho é sobre fazer, não sobre onde é realizado.

Quero Começar